como fazer manutenção de site ana sofia santana tech with a pointy hat

Como fazer manutenção de site: 3 dicas para manter a paz de espírito

Normalmente quando falo em manutenção de sites, a primeira reação que tenho é: E se eu fizer alguma coisa de errado? O site parte-se? 

Há muitas coisas que se podem fazer num site, que podem originar à perca de informação no site, assim como à alteração do seu comportamento. Por vezes mexemos em algum ficheiro que não devemos, e de repente tudo deixa de funcionar.

Eu compreendo este medo! Quem não está muito habituado a mexer com tecnologia tem medo, tem este receio de fazer algo que não devia fazer e “partir” o site! Para resolver esta questão, podemos ter algumas atitudes defensivas em relação a ela, isto é, podemos arranjar estratégias para que no dia-a-dia seja mais difícil que esses erros possam originar a perda de informação, ou que o site deixe de funcionar. Podemos também assegurar que, caso isso aconteça, consigamos recuperar os nossos dados mais facilmente.

Hoje trago-te 3 dicas para que o teu site nunca se parta! Obviamente que essas cinco dicas não são infalíveis, há sempre situações em que podem ocorrer erros e o site realmente deixar de funcionar. No entanto estas 5 dicas vão-te prevenir muitos dissabores.

Criar utilizadores com permissões diferentes

Cria utilizadores com diferentes permissões de acesso ao teu site, e só uses o login com maiores permissões, quando quiseres efetivamente fazer algo mais estrutural no site. 

Se utilizas o WordPress para construção do teu site, existem vários níveis de acesso dos utilizadores ao teu site. Quando estás a construir o teu site, ou a fazer as alterações todas que precisas, vais precisar de um utilizador com permissões mais elevadas tal como um Administrador. No entanto, no dia-a-dia, quando estiveres simplesmente a publicar artigos ou modificar algumas páginas do teu site não vais precisar de tantos acessos. 

Isto ainda é mais importante quando tens várias pessoas aceder ao site. Nem todas vão precisar de acesso de administração, que pode, no limite, fazer com que o teu site deixe de funcionar se for mal utilizado. 

Podes ter, para ti, dois utilizadores: um com acesso de administração e um outro com acesso mais baixo, por exemplo de Editor, em que vais poder editar os teus artigos, criar novos artigos, criar novas páginas mas não vais conseguir fazer alterações que possam modificar o funcionamento de base do teu site.Desta forma, minimizar as oportunidades de fazer algo de “errado” sem te aperceberes.

Fazer Backups Regulares do Site

A frequência vai depender da quantidade de vezes que actualizas a informação no site. Se crias artigos semanais, um backup por semana costuma ser suficiente. Se crias artigos com maior frequência, podes ter que aumentar a frequência dos backups. Investiga no teu serviço de alojamento como configurar isto.

Podes fazer backups todos os dias, mas se não mudas muita coisa no site, não vai servir de muito, a não ser que tenhas uma audiência muito ativa e que coloca muitos comentários ou encomendas na tua loja. De qualquer forma, backups nunca são demais, e se tiveres espaço na tua conta de alojamento, aproveita!

Quando crias backups automáticos (ou manuais), lembra-te que há dois tipos de coisas que tens de guardar: os ficheiros do site, e a base de dados. Guardar um e não guardar o outro não te vai servir de nada, e se acontecer alguma coisa não vais conseguir recuperar o teu site.

Criar Uma Versão de Desenvolvimento do Site (Staging)

Se quiseres alterar coisas mais estruturais no site (design, organização das páginas, etc.) cria uma versão de testes do teu site. A isto costuma-se chamar uma versão de “staging” (como se fosse um palco de ensaios).

Nesta versão de testes do teu site podes fazer todas as alterações estruturais que quiseres, e quando tudo estiver ok e a funcionar substituir o site principal com esta versão de Staging. Repara que, tudo o que estiver na versão que está visível para o público irá ser “esmagado” por esta versão de staging, pelo que tens de tomar isto em atenção: enquanto estiveres a fazer desenvolvimentos nesta versão “à parte”, tudo o que criares no site principal (artigos, produtos, etc.) vais ter que criar também neste site de desenvolvimento.

como fazer manutenção de site ana sofia santana tech with a pointy hat

Conclusão

Ter um site não tem de ser aborrecido ou stressante… Pode ser bastante divertido! Sem medos! Basta tomar alguns cuidados básicos para que tudo corra sempre pelo melhor, e deixar-nos ir pela criatividade! 

Temos que respirar fundo e entender que a tecnologia existe para nos ajudar, e não para nos complicar a vida. Não tenhas medo de mexer no teu site! Se seguires estas dicas base, tudo vai correr sempre bem.

You got this!

Comenta abaixo se ficaste com alguma dúvida!

Um website de sucesso não se consegue com planeamentos “em cima do joelho”. São muitas peças que têm que ser montadas, em que a parte visual é apenas uma (e não é a mais importante).

Nesta checklist mostro-te quais os elementos em que tens que pensar, ainda antes de pensar na tecnologia e no design to teu site, e que vão definir o sucesso do teu site, e do teu negócio!

Recebe esta checklist website sem stress, updates, ofertas e informações relevantes. Respeitamos a tua privacidade.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Insere o Teu Email para Reservares o Teu Lugar Grátis Agora:

ODEIO spam. O teu email está 100% seguro